Etiqueta de viagem


>> Início :: Turismo :: Etiqueta de viagem



gorgeta

Caros leitores;

Desta vez abordaremos algumas dicas e informações de como não parecer um peixe fora d água ou mal educado conforme uma cultura diferente da sua, vamos conhecer as principais Etiqueta de viagens.

Viajar para algumas pessoas pode significar apenas o translado de um espaço físico para outro e para estes minha opinião é que permanecem no mesmo local, pois não entendem a realidade de uma viagem.

Viajar é transporta-se fisicamente, mentalmente, visualmente, culturalmente e de qualquer forma que te acrescente novas experiências. Um dos fatores que mais influenciam nas viagens, principalmente viagens para outro país são os costumes de Etiqueta local. Conhecer algumas etiquetas pode te fazer te livrar de alguns probleminhas ou micos.

A princípio tudo vai depender do tipo de viagem que você vai fazer, do destino, transporte, onde vai ficar o que pretende fazer, etc…

A educação é uma etiqueta padrão para todo o mundo e com ela você pode realmente conquistar o mundo neste caso é uma regra básica que não precisamos discutir, contudo é muito comum ver pessoas que ainda não aprenderam esta regra e continuam no berço, os garçons que o diga, e é com eles que iremos iniciar nossas dicas.

 Garçons

No Brasil, normalmente o serviço de 10% vem incluído na conta na maioria dos comércios, mas fica à discrição do cliente já que o código de defesa do consumidor informa que o estabelecimento deve discriminar ao cliente que a taxa é opcional. Ao redor do mundo, o critério varia é exatamente por isso que viajar envolve conhecer cada cultura, leis e demais fatores relacionados a sua viagem para você manter a classe sem precisar ser prejudicado ou enganado pelo seu anfitrião: nos Estados Unidos, é costume deixar de 15 a 20%, e a gorjeta é muito importante, pois dela depende a maior parte do salário dos garçons. Na Europa, é habitual deixar alguns euros extras, Em países como a Nova Zelândia e Dinamarca, os garçons não esperam nenhum tipo de gorjeta. Na China e Japão a gorjeta não só não é um hábito, mas é também considerado como uma ofensa, ou seja, se você não quer ficar mal na frente de todos no restaurante ou no hotel aproveite a gorjeta para comprar uns presentinhos extras para os amigos, uma exceção pode ser feita no caso de guias turísticos, em caso de muita afinidade. Se fizer questão entregue o dinheiro num envelope ao retorno ao hotel após um tour, minha dica é que você guarde para pagar algum imposto no Brasil quando voltar (risos).

Motoristas de vans e carros executivos

Para os transportes de cortesia, que levam os turistas do aeroporto até o estacionamento de uma locadora de automóveis ou similares, dar uma gorjeta ao motorista é uma atitude positiva, principalmente quando este ajuda a carregar e descarregar suas malas e também no caso de você estiver com bastante peso, tudo depende do seu bom senso no momento conforme a situação.

Carregador de malas do hotel



Alguns hotéis mais de luxo conforme cada país você poderá se deparar logo na entrada com funcionários que te ajudam na sua chegada, abrindo portas e carregando malas, neste caso a gorjeta também costuma ser opcional, o ideal a se fazer é esperar até a chegada ao quarto e, lá, dependendo do seu bom senso, dar (ou não) uma gorjeta ao carregador. Você pode até se deparar com uma cara feia ou algum gesto de não contentamento da sua atitude mais não se preocupe ele já ele já tem um salário fixo pelo trabalho que faz.

Concierge / Balconista

O concierge ou balconista do hotel certamente também não é nenhum voluntario do hotel, ele também deve ter seu salário fixo pelo trabalho que faz neste caso também não é comum a gorjeta. No entanto se um verdadeiro esforço tiver sido feito, seja para arranjar um lugar de última hora, guardar malas após fechamento da diária, ou outros casos relevantes, vale a pena deixar um envelope de agradecimento com uma gorjeta.

Serviço de limpeza de hotéis/ hostel/ albergues

Este serviço segue a mesma regra dos carregadores de mala, considerando que este serviço reflete diretamente na higiene, conforto e descanso que você busca no final do seu dia pode ser o serviço que mais mereça sua gorjeta, portanto, deixar alguns reais diariamente é um gesto bacana, e pode garantir um cuidado ainda melhor na hora de deixar seu quarto arrumado. Para evitar mal-entendidos, deixe sobre o travesseiro um envelope com o dinheiro, indicando claramente seu destino.

Guia Turístico

Para quem costuma viajar por conta própria a gorjeta se transforma em presentinhos e lembrancinhas, mas para quem costuma viajar com agências ou faz algum tour particular, dependendo da duração do tour, do esforço do guia e da qualidade das informações fica o bom senso considerar ou não as gorjetas para os guias. Algumas agências raramente incluem nos preços de tours e passeios. O valor fica a critério dos turistas.

Staff de cruzeiro / Ajudante de motorista de ônibus

Há algum tempo atrás algumas linhas de cruzeiros forneciam um envelope aos turistas com sugestões sobre quanto dar de gorjeta para os membros do staff. Atualmente, a norma nas principais empresas é de incluir automaticamente à conta e como de costume não é uma informação interessante para estar propagada de forma bem visível, portanto, tenha sempre o hábito de ler tudo que puder e verifique antes de embarcar, para não se surpreender na hora da conta ou acabar dando gorjeta a mais.

Alguns países principalmente os do MERCOSUL você vai se deparar com meninos que ficam na rodoviária e costumam ajudar a colocar as malas dos viajantes no bagageiro do ônibus, as empresas de ônibus costumam permitir e incentivar eles a esta atividade.

Fique atento, o serviço não é legalizado, nem obrigatório, mas eles aparecem do nada e sem você perceber eles já estão com a mão na sua mala, e depois pedem gorjeta (propina em espanhol) caso não queira, agradeça e coloque você mesmo já que eles muitas vezes não tem o devido cuidado com possíveis coisas dentro da mala que podem quebrar. Não tire o olho da mala, alguns quando não ganham gorjeta às vezes sacaneiam.

Costumo pensar que ninguém trabalha de graça para ninguém, cada serviço tem seu preço e todo empreendedor é responsável pelo salário dos seus funcionários.

Você já esta pagando pelo serviço que esta consumindo, não é sua obrigação pagar o salário ou beneficio para o empregado de outro, principalmente para quem mora no Brasil sabe que nosso país é o maior arrecadador de impostos do mundo.

Então use o bom senso, conheça seus direitos e não se deixe levar por alguns sistemas de marketing.














Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *