Os Hospitais e a copa do mundo no Brasil Ronaldo Fenômeno

Compartilhe com seus amigos !

Hospitais e a copa do mundo

Copa do Mundo ou Hospitais? O Que Precisamos?

A Saúde Em Crise.

Não é de hoje, que a situação da saúde no Brasil, apresenta um quadro crítico, piorando a cada dia. Hospitais lotados, pacientes internados em macas pelos corredores, pacientes morrendo por falta de vagas em UTIs, faltam médicos, faltam enfermeiros e outros profissionais, prontos socorros lotados, graças a um sistema de saúde preventiva inadequado, surtos de infecção hospitalar sem controle, levando muitos à morte, surtos de dengue pelo país, que piora ano a ano.

Isso e Muito Mais

Precisaríamos de muito espaço pra enumerar todos os problemas da saúde no Brasil. O Brasil, que se orgulha de ter o SUS (Sistema Único de Saúde), por ser o maior plano de saúde público do mundo. Mas, melhor do que um plano de saúde desses, seria termos uma renda digna, possibilitando o bem estar e uma vida confortável a todos, e cada cidadão, podendo escolher seu médico, pagar por ele, pelo seu tratamento e remédios.

O Fenômeno

Ronaldo, o artilheiro de todas as copas até o momento, foi um grande jogador, um exemplo de superação pra ser admirado e inspirado por muitos. Mas, como ex-jogador, empresário e membro da comissão organizadora da Copa do Mundo, tem deixado a desejar.

A Copa e os Hospitais

Com certeza, uma Copa do Mundo não se faz com hospitais, e grande parte da população (que precisa dos hospitais públicos), com certeza, iria preferir hospitais em melhores condições, que pudessem oferecer um mínimo de dignidade no atendimento, do que estádios, aeroportos e outras tantas obras, que para muitos, não farão nenhuma diferença.

O Lucro é de Quem?

Muitos empresários estão lucrando muito com a Copa do Mundo, inclusive o Fenômeno Ronaldo, que para atingir seus objetivos, não mede esforços, inclusive esquecendo da infância pobre e da sua origem humilde.

 


Compartilhe com seus amigos !

admin

Administrando o blog oskaras.com desde 28/06/2003 a bagagem é de mais de 14 anos, instrutor de informática, webdesign, seo e marketeiro, o que mais nos espera para 2018 ?