Resenha:”A Órfã”

Compartilhe com seus amigos !


Oi, gente! Como passaram a semana? Foi feriado aqui em Palmas na semana passada e, por isso, ficou difícil, inclusive, assistir ao filme. Mas desta vez fui ao cinema. Pra variar, assisti a um filme que já está quase na locadora, mas que achei que valeria a pena ser comentado.

Vamos lá?

Sinopse:

Kate e John são casados e estão se recuperando de um aborto doloroso. Apesar de já terem outros dois filhos, resolvem adotar uma criança. No orfanato, se encantam por Esther, uma garotinha meiga, bonita, inteligente e madura para sua idade e resolvem adotá-la. Porém, logo coisas estranhas começam a acontecer ao redor de Esther e a única que parece perceber é Kate, cuja credibilidade está ameaçada devido a problemas com bebidas…

O filme:

Primeiro devo dizer que discordo da classificação do filme no gênero”Terror”. Achei que se encaixaria melhor como”Suspense”. Digo isso porque pelo trailer somado ao”Terror” achei que”o que havia de errado com Esther” era algo diabólico ou envolvido com magia, essas coisas. E não!”O que há de errado com Esther” não tem nada a ver com isso.
O filme tem cenas fortes. Mas a força das cenas não está no acontecimento em si e sim por terem sido protagonizadas por uma criança. Não quero entrar em detalhes, não vou fazer spoilers aqui, mas achei algumas coisas realmente pesadas. Em especial a cena na ponte… :x
Vi um rapaz comentando em um site que a glória do diretor foi ter dado ênfase ao elenco infantil e tem razão! Foi todo o diferencial do filme. As crianças parecem ter sido escolhidas a dedo, sobretudo Aryana Engineer, que interpreta uma criança surda-muda.
Eu gostei do filme. Mesmo. Achei a história diferente, apesar da sinopse ser meio clichê. E ainda por cima, posso dizer que fui surpreendida em vários momentos. Quanto aos sustos, bem, como disse, o filme deveria ser suspense. Os sustos são meio fracos. Mas não é um filme pra se levar susto e sim para se envolver na história.
Agora, vocês podem me chamar de quadradona, mas tenho que falar: sou realmente contra a filmagem de filmes assim com crianças. Não sei, mas passei o filme inteiro imaginando como todos os acontecimentos da história poderiam influenciar a vida dos pequenos. É claro que eles tem essa preocupação ao filmar e também imagino que a garotinha pequena não deva saber do que se trata várias das cenas que protagonizou. Mas e quanto a Isabelle Fuhrman, a intérprete de Esther? É a mesma preocupação que tive com Elijah Wood e Macaulay Culkin em”Anjo Malvado”. Enfim! Sou quadradona mesmo! :x
Mas o filme é recomendadíssimo! Assistam ao trailer:

Bem, muitos beijos pra vocês! Até a próxima e ótimo feriado!

PARA VOCÊ QUE RECEBEU ESTE POST POR E-MAIL: CLIQUE AQUI PARA COMENTAR ESTE POST E VER O VÍDEO.


Compartilhe com seus amigos !

admin

Administrando o blog oskaras.com desde 28/06/2003 a bagagem é de mais de 14 anos, instrutor de informática, webdesign, seo e marketeiro, o que mais nos espera para 2018 ?