Resenha: O Dia em que a Terra Parou

Boa noite a todos!! Desculpem a demora, mas a Stef pode tardar, mas não falhar! :P
Vamos lá!! O filme de hoje já pode até ser classificado como “velho”, mas era um que eu estava doiiiiiida pra ver e tive a oportunidade agora.

Sinopse:

Dra. Helen Benson é uma astrobióloga que mora com o afilhado malcriado – pro meu gosto! Um belo dia o Governo Americano a tira de casa e a junta com uma equipe que tenta impedir um OVNI de colidir com Manhattan. Porém, o tal OVNI não colide com a Terra. Ao invés disso, desce dele um alienígena que diz ser um”amigo da Terra” e pede para falar com nossos líderes. Bom, dá pra imaginar o que acontece, né?

O Filme:

Bem, acho que já estava na hora de um filme com alienígenas querendo proteger nosso planeta e não tentando se apossar dele ou acabar com ele. A mensagem também é boa: estamos destruindo a Terra e alguém tem que fazer alguma coisa, mesmo que sejam os ET’s.
Mas… Sinceramente…
Estava tudo bem com o filme até aparecer um robô gigante. Juro que pensei ser um irmão gêmeo de Daeleon e já estava esperando ver Jaspion ou algum desses heróis japoneses. Mas o tal robô tem vontade própria e é meio orgânico também. Gostei foi da explicação: ele reage à violência. Interessante…
Ok, aí me aparece o tal alienígena. Já fique entediada por ver mais um alienígena baseado na raça humana, mas relevei, já que o argumento bom. O que me surpreendeu foi ver que o alienígena era KEANU REEVES!!! É bem certo que ele é meio robótico, bom para papéis onde não precisa de muitas expressões faciais, mas nunca o imaginei como um ET! Prova que os alienígenas tem um certo bom gosto… hehehehe…
E aí vem uma chuva de insetinhos que… Bom, não posso comentar.
Quanto ao elenco, por seu jeito meio robótico, Keanu Reeves me convenceu. Jennifer Connelly, como sempre, é Jennifer Connely. Kathy Bates também está ótima, pra variar. Mas o ponto alto do filme é, na verdade, Jaden Smith, o filhinho de Will Smith e Jada Pinkett Smith. Já tinha visto que ele tinha potencial quando fez com o pai “À procura da felicidade”, mas aqui… Ainda veremos esse molequinho em grandes papéis!
Olha o trailer aí:

Bem, não posso dizer que o filme não seja criativo. Ele é. A abordagem é diferente do que já vi até agora. Mas não vá esperando muito coisa. Aliás, se prepare para algumas risadinhas…

Beijos e até a próxima semana!

PARA VOCÊ QUE RECEBEU ESTE POST POR E-MAIL:
CLIQUE AQUI PARA COMENTAR ESTE POST E VER O VÍDEO.

admin

Administrando o blog oskaras.com desde 28/06/2003 a bagagem é de mais de 14 anos, instrutor de informática, webdesign, seo e marketeiro, o que mais nos espera para 2018 ?

Optimized with PageSpeed Ninja